vá para conteúdo
Sol
Squiggly
adubo orgânico

O que é adubo?

O sonho de todo mundo que gosta de plantar é ver suas plantinhas lindas e crescendo da melhor maneira possível. Assim como na nossa nutrição, a nutrição vegetal é muito importante para que o cultivo seja saudável e as plantas se desenvolvam bem e livre de pragas e doenças. Para te ensinar como alimentar as suas plantas, preparamos este post sobre tudo o que você precisa saber sobre adubos! 

Adubos são compostos ou substâncias que utilizamos para fornecer nutrientes para as nossas plantinhas. É preciso ficar de olho sempre nas quantidades e formas de uso, não queremos exageros! O excesso de nutrientes pode ser tão prejudicial quanto a falta deles.

Quais são os tipos de adubo?

Os adubos podem ser divididos em três grupos: orgânicos, inorgânicos e organominerais. Em alguns lugares você vai encontrar a palavra fertilizante como referência, não se preocupe pois são conceitos praticamente idênticos. 

  • Adubos orgânicos: 

Como o próprio nome diz, os adubos orgânicos são formulados a partir de matéria viva, uma mistura de vários ingredientes vegetais ou animais. Normalmente são utilizados restos, resíduos, cascas e farelos que passam por processos de decomposição e fermentação para tornar os nutrientes disponíveis para as plantas.

Esse tipo de adubo atua liberando os nutrientes de forma mais lenta e equilibrada no solo, sendo mais facilmente absorvido pelas plantas. 

Ele é relativamente simples de se produzir, mas não se engane, receitas consagradas de adubo orgânico profissional contam com vários segredinhos e técnicas para atingir o equilíbrio perfeito. Como é o caso do nosso bokashi. Alguns tipos podem ser produzidos inclusive dentro de de casa ou apartamento, como é o caso da composteira (com ou sem minhoca). Borra de café, casca de ovo, grama cortada, restos de frutas e verduras. Tudo pode ser aproveitado para virar adubo orgânico!

A gente ama os adubos orgânicos, então criamos uma linha de nutrição para simplificar todo o processo.
  • Inorgânicos:

Podemos subdividir esse grupo em dois tipos, os minerais e os químicos.

Os minerais são, em geral, mais simples, sendo obtidos a partir da moagem de uma rocha específica rica nos minerais que as plantas precisam, como potássio, cálcio, fósforo etc. Normalmente encontramos esse adubo no mercado com o nome pó de rocha.

Os adubos químicos são mais sintéticos, provenientes da indústria de processamento químico, derivados da mineração ou do petróleo. Essas substâncias passam por transformações radicais para que os nutrientes fiquem disponíveis para as plantas.

Esse tipo de adubo possui ação rápida, mas não se incorpora na terra, sendo necessário adubar com mais frequência. Muitos desses adubos apresentam substâncias tóxicas que podem prejudicar a nossa saúde e inclusive contaminar a natureza (rios, solo…).

  • Organominerais:

Uma combinação dos adubos orgânicos com componentes minerais. Normalmente um composto orgânico com um complemento de pó de rocha.

adubo líquido

Como aplicar adubo nas minhas plantas? 

Independente do tipo, encontramos os adubos nas formas líquida ou sólida (seca). A diferença entre eles é basicamente a forma de aplicar e a velocidade de absorção.

Os adubos secos são colocados em cima do solo, ao redor das plantas e/ou misturados no substrato antes do momento do plantio.

Os adubos líquidos, podem ser aplicados no solo através da rega ou da aplicação foliar, que é quando aplicamos diretamente nas folhas.

As quantidades e frequência de aplicação vão variar muito de acordo com o adubo que você estiver utilizando, formas de manejo, tamanho do vaso/canteiro, tipo de planta. Mas não se preocupe, todas as informações sempre vão estar bem explicadinhas na embalagem pra você não se confundir.

Bom cultivo! 

Se tiver dúvidas ou sugestões, pode contar conosco!




Artigo anterior Você sabe como regar suas plantas?
Próximo Artigo Como fazer mudas de plantas?

Deixe um comentário

Comentários serão aprovados antes da publicação

* Campos obrigatórios